Ficaste

Ficaste
como se tudo em ti
fosse essa eternidade, que não pedi!

Chegaste e apagaste
as nuvens cobertas de indecisão,
desenhadas por uma mente
em constante rebelião.

Numa noite sem luar,
chamaste pela nobre lua
que caminhava para minguante.

Rasgaste-me o vestido da tristeza!
Deixaste-me ali nua,
a olhar para a tua pureza,
que me estendia os braços
adivinhando as palavras
que chegariam sem embaraços!

Transformaste em tentação
o corpo que vivia rendido à solidão.
O corpo que jazia ali, adormecido
nas linhas de um verso
por terminar.

Um coração sem sentido
que escrevia o seu passado controverso,
Esquecendo-me do presente.

O corpo que ficou iluminado
com a tua chegada
e que logo se sentiu abraçado
por uma caricia que ficou gravada
no dorso desta paixão
que eternamente será lembrada.

@angela caboz

cx

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s