Silêncios

O amor não se satisfaz só com palavras. Ele ama silêncios. Aqueles silêncios que escrevem poemas sem linhas em corpos desalinhados. Silêncios que espalham roupas e arrumam desejos. Silêncios que desarrumam camas e se ajeitam em abraços apertados. Silêncios sem princípio nem fim. Silêncios sem tempo, porque o tempo é o pior inimigo do amor. O amor quer ter todo o tempo do mundo para sorrir. O amor muda a cor de qualquer sorriso. Quem nunca soltou gargalhadas de prazer nunca amou.

@angela caboz

19397093_241542713000759_1661624368807519321_n

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s