É fora do peito que te amo

10363871_680651972013084_8587682002668178657_n

 

É fora do peito que te penso, mas é dentro dele que te guardo. 

É lá dentro que junto te ao meu sentimento e te abraço com a toda a minha força. Foste o vento da mudança, aquela tempestade que trouxe a bonança. 

És o alimento que ao meu coração dá alento.

Sem ti seria um zero, contigo os zeros valem pelo que te penso e é dentro desse pensamento que te amo, com uma intensidade que passa todas as barreiras que eu conheço.

É fora do peito que os meus braços te seguram, num abraço que te diz tudo o que não diz. Mas é dentro do peito que fica escrita a poesia da minha paixão.  Uma poesia que são rimas em que a tua alma me ajuda a escrever, nas noites em que a insónia teima em aparecer e que tu me fazes companhia para que nada se possa colocar entre nós dois.

E quando acordo, olho para dentro de ti e encontro lá um pedaço de mim. 

Encontro uma migalha minha vestida com o nosso amor, que esteve a teu lado enquanto dormíamos, sonhando que o nosso dia já tinha chegado e que tu vias a realidade de um futuro desenhada nas paredes do teu mundo. 

Vias-me ali onde tu estavas, vias-me no reflexo do que imaginavas. 

Será que se podem sentir saudades do futuro? 

É que eu ouço a sinfonia do teu coração e essa melodia tem o cheiro das saudades de tudo o que a vida ainda tem para nos oferecer.

No teu sonho eu já te pertenço, na minha realidade existe um futuro que ainda me foge. 

É dentro do teu peito que eu quero continuar a viver, fora dele só existe o mundo lá fora, que nem sempre entende o que sinto. 

O mundo lá fora em que o tempo demora tanto tempo para esta viagem até ti.

 

@angela caboz

Se o amanhã chegar ….

110

 

Se o amanhã chegar, antes de eu acordar deste sonho, lembra-me que o passado existiu.

Diz-me que já vivi e gastei todo esse tempo olhando para o lado errado da vida.

Diz-me que não sou filha da ilusão, nem sequer nasci por mero acaso.

Relembra-me que a vida não é feita de acasos e que as coincidências não existem.

Se o amanhã chegar e ainda estiveres aqui ama-me, com a mesma intensidade de ontem. Não te preocupes com o futuro, porque ontem já fui feliz nos teus braços e se futuro não chegar a vida já valeu a pena só por me ter sentido amada.

Não me deixes jamais esquecer de que troquei toda minha vida por esse abraço, que nunca terá um tempo definido. Esse abraço que nunca será passado.

Não deixes que o abraço arrefeça ou fique preenchido com um vazio de uma recordação sem nome.

E já agora, quando eu acordar deste sonho em que te amo, relembra-me qual é o teu nome. Não vá eu esquecer-me que tu és o amor com que um dia sonhei.

É porque, talvez não saibas, mas nem todos os meus sonhos se tornam realidades, e neste sonho eu amei-te tanto que até tenho receio abrir os olhos e não encontrar essa verdade.

Queria mesmo era que quando eu acordasse, tu estivesses aqui à espera de me veres despertar e de braços abertos prontos para me abraçarem.

Se o amanhã se atrasar promete-me que mesmo assim me não me deixarás de amar, como se o ontem fosse hoje e o amanhã apenas fosse uma miragem.

Não queiras nunca partir antes do tempo, por isso deixa-te ficar por aqui, enquanto o presente reina e ainda se sentem os ventos do passado.

Porque amanhã talvez o vento mude e o norte deixe de fazer sentido na tua vida. Talvez o sul me chame e eu acorde esquecida de quem fui e julgue que perdi a minha sorte.

Se amanhã acordarmos juntos é porque a vida nos fez eternos e nós lhe obedecemos em todos os momentos em que fizemos deste amor a razão do nosso sorriso.

Se o amanhã não chegar, o importante será que te amei, nem que tenha sido só em sonhos.

 

@angela caboz