Queria-te aqui…

queria-te-aqui

Queria-te aqui, sabendo-te longe de mim. 

Queria sentir o teu olhar, os teus dedos a desenharem circunferências de desejo na minha pele, queria o calor dos teus abraços para queimarem este medo que me deixa gelada. 

Queria-te a ti para me calares com a tua boca, sem me deixares dizer uma única palavra enquanto aqui estivesses, porque o amor é isso mesmo, uma conversa em silêncio entre dois corpos que partilham sentimentos.

Queria-te aqui, mas sei-te muito longe de mim, para lá da muralha dos sentimentos, longe de qualquer ponte que possa unir os nossos corações. 

E as mãos que me tocam agora são as mãos do medo, por te saber distante do meu amor, abraçado 

a outros fantasmas que se disfarçam de gigantes para te amedrontarem, impedindo-te de correr na minha direcção.

A boca essa está calada, mas é um silêncio que só retrata a tua ausência, porque na minha garganta acumulam-se palavras que se querem soltar, gritos de angustia, dor e desilusão por olhar à minha volta e só ver os rostos da solidão que me olham sem me provocar qualquer emoção.

Esta solidão, acompanhada pelos teus fantasmas e pelos meus medos, assassinou o amor que mora dentro de nós, aquele sentimento puro que já partilhamos um dia, aquela sensação de liberdade que demos aos nossos corações durante umas horas, a magia que os nossos corpos sentiram quando sem quaisquer pressões disseram um ao outro tudo o que sentiam. 

A magia de um silêncio escrito pela paixão, seria capaz de encher páginas de dezenas de livro.

Só que depois, quando nos passou o calor da paixão e olhamos para o mundo lá fora, para a realidade das nossas vidas os nossos corações retrocederam, calaram-se e não mais quiseram falar essa linguagem que só os amantes entendem, mas ambos sabemos que o sentimento existe em nós, que é uma fogueira que arde nas nossas almas apaixonadas. 

E sabes, eu sei que sabes, dói tanto não te poder tocar e escrever-te nesse sorriso lindo, que me conquistou, todas aquelas palavras mudas que me apetece gritar agora, para que o mundo inteiro pudesse descobrir que estou apaixonada por ti.

Queria gritar no meio daqueles gentes, que todos os dias me olham sem saberem a dor de que a minha alma padece, o quanto de amo e o quanto esta saudade me dói.

 

@angela caboz

 

 

3 Replies to “Queria-te aqui…”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s