Não apresses o tempo

 

prision..jpg

 

Não apresses o tempo. E também, não adiantes a vida. Lembra-te de que tudo tem um começo e inevitavelmente terá um fim. Tudo o que nasce irá um dia terminar. Somos apenas sementes, iremos florescendo e chegará o dia em que a flor terá que murchar e morrer.

Não podes viver mais rápido do que a vida. Nem podes atrasar o seu ritmo, na esperança de que a assim possas ter mais tempo por aqui. Nada dura mais do que o tempo que lhe está destinado. Da mesma forma que a vida não permite que nada acabe antes de se ter esgotado o seu prazo. Só precisamos de viver no compasso do nosso destino, é ele que define o tempo certo em que tudo irá acontecer. 

Podes sonhar com o futuro, mas só te será permitido tocar-lhe quando ele já não for presente. De igual forma que o passado, nunca nos poderá acompanhar até ao futuro. O passado fica sempre no lugar dele, não tem pernas para andar e vai ter que se conformar com a sua realidade. O passado é uma coisa passada. O presente é a verdade da vida e o futuro é apenas um sonho que não conseguiremos agarrar antes do tempo.

A vida é feita dessas etapas e temos que aprender a supera-las. São essas etapas que nos moldam e nos retocam. São elas que nos desenham as curvas perigosas das ilusões e quando necessárias também nos apaga as lágrimas desnecessárias.

Afinal nós somos o rosto dessas lutas que nos são impostas pelo tempo. A vida vai-nos desenhando curvas para que nos possamos ajustar melhor no vestido que ela nos ofereceu. Por vezes, tira-nos um pouco de beleza, para poder acrescentar sabedoria. Outras vezes, acrescenta-nos pureza para que possam brilhar no meio da escuridão da nossa existência sem nos percamos. Seremos sempre a nossa luz, porque quem não tem luz própria não saberá caminhar pela floresta da vida. 

Mas, não te iludas porque sempre existirão momentos em que a escuridão te irá ofuscar. E aí terás que saber arrancar as ervas daninhas que impedem que a flor cresça. A seu tempo a vida irá ensinar-te a seres o mais belo dos jardineiros. 

E, nessa altura, verás que neste jardim não são só as rosas a ter espinhos, existirão muitas outras flores que nos irão ferir e causar dores. Há flores que provocaram feridas que teremos que cicatrizar sozinhos. Sem pressas, porque tudo o tempo cura. A vida saber sempre dar um jeito a qualquer dor que nos aflija e não deixará que ela nos vença antes do seu tempo.

Para trás ficará o Inverno que te gela a alma e a vida a seu tempo irá oferecer-te o Verão para que o seu calor te aqueça o coração. Chegará um momento em que irão acabar as tardes frias de solidão, acompanhada pela tempestade que espalhou sofrimentos pelos teus dias. Deixarão de existir agonias e lágrimas de raiva.

O tempo irá entregar-te as armas que te farão crescer. A vida irá ensinar-te a teres discernimento, essa ferramenta tão difícil de alimentar que te irá mostrar qual é o caminho certo para seguires.

A vida irá mostrar-te que até o Outono te dará força para lutares.  Não tenhas pressa de viver e agarrar-te à beleza dourada da reza para colorires a alma.

@angela caboz  

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s