Puxa-me para ti

29661809_238236640056344_8087802316087885824_n

 

Puxa-me para ti, leva-me para fora de mim.

Leva esta criança que existe em mim a passear. É urgente que lhe mostres que há sonhos que um dia se  irão tornar em realidades.

Diz-lhe que a vida tem fases e que tudo chega na hora certa.

A vida nunca se atrasa, e o sofrimento um dia acaba.

As tristezas somos nós que as alimentamos, quando negamos a nós mesmos as verdades que a vida nos coloca à frente dos olhos.

Puxa-me para ti e diz-me onde fica tudo o que eu sempre procurei, sem saber que fugia de algo que não me pertencia.

Leva-me até mim, sem que eu deixe de andar por aí.

Olhei há pouco para o relógio da vida e vi que ele marcava hora certa para assumir que te amo. É a hora certa de deixar de negar o que brilha no meu olhar como se fosse o sol a despertar num dia de Verão.

Leva-me até ao Outono sem que se perca a magia da Primavera. Há entre nós o cheiro das flores silvestres que perfumam esta paixão que descobrimos adormecida nos nossos corações.

Há verdades que se impõem antes dos nossos olhos as verem e certezas que nunca serão dúvidas para quem ama.

Puxa-me para dentro do nosso amor.

Há amores assim, amores de poucas palavras, mas que são ricos de emoções.

Os amores de poucas palavras, mas que em silêncio escrevem desejos nas linhas do corpo de quem amam.

São aqueles amores que não perdem tempo com discursos, amores que preferem mostrar com gestos tudo o que sentem.

Tanto para dizer e faltam-me as palavras.

Tanto para te escrever e apenas o silêncio é capaz de caminhar até ao teu ouvido.

Tanto para te dizer e apenas saiu um tímido amo-te.

Tentei juntar palavras e construir frases.

Queria fazer com elas uma ponte que me levasse directa ao teu coração. E apenas a palavra amo-te me fazia viajar na tua direcção. Parecia-me uma palavra demasiado pequena, só que era tão grande que nela cabia todo o sentimento que tenho guardado para ti.

Era a única palavra disponível no dicionário para te dizer o que sinto.

Tu olhaste-me e eu sei o que sentistes. Está escrito nesse sorriso maroto que a paixão também te rouba horas de sono só para me amares.

Puxa-me para ti. Deixa-me voar livremente nas asas desse desejo que não me deixa pousar, mas tão-somente sobrevoar tudo o que estão nos nossos sonhos.
@angela caboz