Vou contar-te um segredo

Via-te na alma o peso da tua sina!Uma cruz pesada que carregavas nos ombros,mas, tinhas no teu coração a adrenalinade quem todos os dias renasce dos escombros!Podias adormecer nos braços da tristezamas, despertavas t(6)

 

Vou contar-te um segredo. Um segredo, que não é segredo.

Sabes, eu amo-te. Este é o segredo que guardo comigo há muito tempo. E eu sei, que tu sabes. Mesmo assim, teimo em fazer deste sentimento o meu segredo.

Não quero admitir o que sinto. Tenho receio de te olhar, olhos nos olhos. Tenho medo de te dizer com todas as letras que te amo. Dizer-te que tu és a minha vida. Que é este amor, que carrego no meu coração, que me ajuda a viver. Tenho medo de dizer, em que dia me apaixonei por ti. E que desde aí, aconteça o que acontecer, não mais deixarei de te amar.

Este amor entranhou-se em mim, sem pedir permissão. Espalhou-se pelo meu corpo, como se de repente a tua pele me vestisse. Como se tu fosses uma parte de mim, sem a qual o meu corpo não funciona.

Mesmo assim, tenho guardado este segredo só para mim. Não o tenho partilhado contigo. Ainda não tive coragem de te confessar o quanto de amo. Por mais que, eu saiba que basta um olhar meu, para tu leres tudo o que me vai na alma. Por mais que, eu saiba que tu já sabes, o quanto eu te amo. Só que entre o saber e a minha confissão, vai alguma distância.

E, a miúda tímida que eu sou, sempre deixou para depois essa confissão.

Fico ali ao teu lado, com o coração apertado. Com vontade de te agarrar. Escutando as tuas gargalhadas. Limpando as tuas lágrimas. Sofrendo com as tuas tristezas. Sorrindo, nos dias em espalhavas alegrias pelo mundo. Dividindo a minha vida com a tua, ao mesmo tempo que oculto este sentimento que me consume. Multiplicamos cumplicidades. Subtraímos a solidão. E, eu escondo a realidade que o meu coração sente.

E sabes, claro que tu sabes. Este sentimento veio para ficar. É um amor que não se esgota. Um sentimento sem fim. Um amor para uma vida inteira.

E foi por isso, que sempre tive receio de te confessar que te amo. Tenho medo das tuas palavras. Tenho medo dos teus sentimentos. Porque eu amo-te, mas não sei o nome do sentimento que tu tens por mim.

E, se de repente, o teu olhar me dizer que tu não me amas. Se o teu sorriso me negar o caminho da felicidade. Se o teu coração me contar a verdade. Se o teu coração me disser que não é amor o que sentes por mim.

Este sonho salta da muralha e vai por aí abaixo, até encontrar o mar onde se vai afogar. E, eu ficarei por aqui soltando as lágrimas de uma princesa abandonada.

Por isso, é que eu te amo e não te digo nada.
@angela caboz

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s